“Cultura pra eles é coisa de comunista, mas cultura pra gente é libertação”, diz Lula em Recife

Lula fez um discurso especial ao povo nordestino, lembrando especialmente as conquistas de seu governo na educação. O ex-presidente também voltou a exigir um julgamento justo para o seu caso

Neste domingo (17), o ex-presidente Lula esteve presente no Festival Lula Livre, em Recife, e fez um pronunciamento especial ao povo nordestino. De mãos dadas com Lia de Itamaracá, Lula também fez breves críticas ao governo de Jair Bolsonaro, assim como o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol.

“Cultura pra eles é coisa de comunista. Mas cultura pra gente é libertação. É educação e conhecimento”, disse o ex-presidente. “Eles estão destruindo o país em nome do que? Estão destruindo os empregos em nome do que? Estão alimentando o ódio em nome do que? Estão alimentando a milícia em nome do que? A Globo alimenta a mentira em nome do que?”, continuou. “Não quero privilégio, quero que julguem meu processo”, disse.

Em seguida, Lula lembrou as conquistas de seu governo para os mais pobres, em especial a expansão das universidades federais pelo país. “Vocês não sabem a alegria que tive quando inaugurei a Universidade Federal do ABC. E a primeira pessoa a se inscrever na UFABC foi uma pernambucana de Recife que foi fazer engenharia”, afirmou, sendo logo ovacionado pelo público.

FONTE: Revista forum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: