Motoristas de ambulância do RN indicam paralisação de atividades na sexta (5)

0
308

Após assembleia, condutores do ambulância optaram pela greve, sob a alegação de poder ter mais condições de trabalho durante a pandemia

O Sindicato dos Condutores de Ambulância do Rio Grande do Norte (Sinconam) decidiram em assembleia que irão paralisar suas atividades nesta sexta-feira (5). Falta de comunicação com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), junto com problemas estruturais e de segurança para a saúde dos profissionais, são alguns dos fatores alegados pela categoria como motivos da greve.

De acordo com o Sinconam, o estado possui 6 mil motoristas de ambulância e todos estão “expostos” ao coronavírus, devido as condições disponibilizada para o trabalho.

Entre as reivindicações da categoria, uma reunião com a governadora Fátima Bezerra (PT) é exigida, pois conforme divulgado em nota, o sindicato não consegue contato com o secretário de Saúde Pública do Estado, Cipriano Maia.

Outras exigências são: testagem dos condutores de ambulâncias do Samu, para Covid-19; disposição de equipamento de proteção individual no combate ao coronavírus para todos os profissionais no plantão e que os condutores não precisem lavar suas ambulâncias, para não correr riscos de contágio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui