Após ser espancado por 10 homens, jovem é internado e entra em coma no interior do RN

0
301

Francisco Douglas, de 23 anos, foi agredido no domingo (15) logo após o resultado das eleições na cidade de São Miguel, na região do Alto Oeste.

O vendedor Francisco Douglas Gonçalves, de 23 anos, está internado em estado grave na UTI do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró, depois de ter sido vítima de um espancamento coletivo no domingo (15), na cidade de São Miguel, no Alto Oeste. Ele participava de uma festa em comemoração ao resultado das eleições quando foi agredido por cerca de 10 homens.

Logo após a divulgação do resultado das eleições, a população se reuniu próximo à prefeitura, no Centro da cidade de São Miguel, para comemorar a vitória dos eleitos. Durante a festa, houve uma confusão e Francisco foi espancado.

O delegado da cidade de São Miguel, Cristiano Gouveia informou que o inquérito para apurar as agressões já foi iniciado. “Já foram ouvidos familiares da vítima e outras pessoas que estavam no local. Uma testemunha afirmou que a vítima teria esbarrado em uma mulher e que teria se iniciado uma discussão que evoluiu para o espancamento”, contou o delegado.

O pai de Francisco, Juarez Gonçalves, disse que desconhece o que teria motivado as agressões. “Eu não sei o que aconteceu. Só que levaram ele para o hospital lá de São Miguel. Ele foi atendido e depois ficou insistindo pra ir pra casa, dizendo que tava bem. Aí quando chegou em casa, passou mal e teve que voltar pro hospital”, contou Juarez.

Depois de retornar ao hospital, Francisco Douglas foi intubado e transferido na madrugada de segunda para o Hospital Dr Cleodon Carlos de Andrade, em Pau dos Ferros. E na última quinta-feira (19) foi encaminhado ao HRTM em Mossoró, onde está em coma. “A situação dele é muito grave. Eu tô aqui só esperando um milagre”, disse o pai.

O vídeo de uma câmera de monitoramento mostra o momento das agressões, por volta das 19h50. As imagens já estão com a polícia civil. “A falta de qualidade das imagens dificulta a identificação dos autores, mas já há suspeitos identificados por testemunhas. Ninguém foi preso até agora”, disse o delegado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui