Barragem Armando Ribeiro amplia vazão para a agricultura irrigada

0
158

Barragem Armando Ribeiro alcançou 64,67% do volume total no dia 23 de julho

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, localizada entre os municípios de Assu, Itajá e São Rafael, acumula 64,67% da capacidade total até o dia 23 de julho, com um total de 1,53 trilhão de litros. O volume é o dobro do registrado no mesmo período de 2019. Com o resultado, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) ampliou o uso dos recursos hídricos para a atividade de agricultura irrigada.

Para o período da alocação, a média anual para captação direta no reservatório será de 300 litros por segundo, enquanto a vazão liberada média a jusante do Armando Ribeiro Gonçalves para o rio Açu e o canal do Pataxó passará dos atuais 4,7 mil litros por segundo para 12,05 mil litros por segundo, entre julho de 2020 e fevereiro de 2021.

Segundo a ANA, a maior oferta de água permitirá o aumento das atividades econômicas na região – como agricultura, carcinicultura, indústria e abastecimento público de água –, contribuindo para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte num contexto de pós-pandemia.

A alocação de água define regras de utilização de recursos hídricos com o objetivo de distribuí-los entre os usuários por um determinado período.

Este processo conta com a participação do Poder Público, sociedade civil e usuários. No caso dessa videoconferência, o encontro virtual ocorreu em parceria com o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó-Piranhas-Açu (CBH PPA) e com o Instituto de Gestão das Águas (IGARN). Para agricultura irrigada, as outorgas são emitidas para empreendimentos que possuem uma eficiência mínima global no uso da água igual ou superior a 75%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui