OURO BRANCO: VAI SER OU NÃO VAI SER, EIS A QUESTÃO

0
366
Denis e Nilton no corredor que da acesso a zona rural.

A população de Ouro Branco parece está assistindo a reprise de uma novela de 2012, mais o final de todas as formas será diferente.

A novela recebeu além do final e personagens, uma roupagem nova, mais as tramas e intrigas são as mesmas. O roteiro da novela não mudou totalmente, os personagens têm até o advogado que antes furava até o céu, agora sem qualquer ética em vídeo garante a impugnação de Samuélandro sem ao menos ter protocolado tal peça para o tal pedido de impugnação de candidatura.

Não poderia deixar de faltar os candidatos pendurados no paredão, parecendo um Big Brother, e da mesma forma a conversinha é a mesma “Meus Adversários é que estão divulgando que não posso ser candidato, mas nada me impende, nem mesmo a ficha limpa, porque não tenho nenhuma condenação” Disse Zé Braço em 2012. Da mesma forma que um vereador retirou seu nome para compor a majoritária como vice, deixando a vaga para o candidato a vice que também não pode ser, em 2020 nomes foram retirados para dar espaço ao candidato a vice pendurado com alguns cartões amarelo, rezando para não ser suspenso.

A população espera o final da novela com ansiosamente, só não sabiam que o final não pode ser o mesmo de 2012. No ano de 2012 quando os eleitores chegaram as urnas as fotos e nomes foram totalmente diferente do que se esperava, os candidatos foram substituídos as escondidas por suas esposas, em 2020 é quase que impossível esconder da população.

E como sempre não podemos esquecer das velhas trairagens do “TRAIDOR MOR“, assim como em 2016 ele aprontou em 2020, que o diga o vereador Sérgio Carlos. Nessa versão da novela o “TRAIDOR MOR” consegue se vingar de seus algozes, e tem eles debaixo das solas do sapato, fato constatado pelo brilho no olhar em plena uma Live.

O OBNews vai dar Spoiler (contar parte do que vai acontecer ainda), diferente do ano de 2012 em 2020 tem candidato que vai ter que pegar mulher de alguém emprestada, para ser candidata em seu lugar caso precise. O hilário é que a mulher que está se abraçando com as filhas da terra e gritando que vota 45, e tem um instituto em Ouro Branco que até agora não prestou contas das cestas básicas arrecadadas pelo “GRUPO DENIS RILDON“, é uma forasteira, ou seja Ouro Branco não é seu domicílio eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui