OURO BRANCO: Investigado pelo GAECO antecipa pleito eleitoral

0
1851

Pré-candidato a prefeito pelo PSDB ignora investigação criminal e faz campanha antecipada em Ouro Branco.

O empresário Denis Rildon da Silva, investigado pelo GAECO na operação Ganância, parece não temer a justiça eleitoral e vem fazendo o que pode ser considerada uma campanha eleitoral antecipada no pequeno município Seridoense, mesmo ciente de que pode se torna inelegível caso ação de busca e apreensão venha a se torna uma ação penal. A ação de busca e apreensão, de n.º 0800027-36.2020.8.20.0124 que está pronta para decisão na região da grande Natal (Parnamirim) investigou a participação do pré-candidato em uma organização criminosa que estava praticando crimes contra a economia popular no começo da Pandemia de Coronavírus.

No dia 02 de abril de 2020, o empresário recebeu a visita do GAECO com pedido de busca e apreensão criminal em três endereços do pré-candidato a prefeito nas cidades de Ouro Branco, Parelhas e Parnamirim.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o empresário oferecia máscaras e álcool em gel com preços abusivos. Para se ter uma ideia o empresário propunha a venda de uma simples máscara cirúrgica com quase 15 mil % acima do valor de mercado.

CRIMES CONTRA A ECONOMIA POPULAR: CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

Em plena pandemia o empresário não teve dó e nem piedade do dinheiro público.

A quantidade de fotos com eleitores no perfil oficial no Instagram do pré-candidato Denis Rildon não para de crescer, parece até uma afronta a justiça eleitoral já que em nenhum município do Seridó está acontecendo algo semelhante. O pré-candidato deve está bem assessorado juridicamente, para tamanha ousadia.

Palavras como juntosvenceremos, juntossomosmaisfortes, caminhandojuntos e nosso grupo está recebendo a cada dia mais apoio podem sim ser interpretadas como uma tentativa de induzir os eleitores, que é a melhor opção para ser votado. Não teria problema algum se não estivéssemos fora do período de campanha eleitoral, portanto fazer campanha eleitoral fora do período não é permitido (com a palavra as autoridades competentes).

Se condenado o empresário poderá ficar inelegível já que segundo o artigo 1º, inciso I, da LC 64/90 prevê a inelegibilidade dos que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado pelos crimes contra a economia popular. Mesmo sabendo do risco que corre, o empresário continua visitando aliados e anunciando supostas adesões. Se for condenado o empresário poderá até ser preso, haja vista já ter sido condenado em outro processo criminal e não ser mais réu primário (0004052-09.2012.8.20.0124) no TJRN.

SINÔNIMO DE CONDENADO: Que foi considerado culpado:1 culpado, réu, criminoso, infrator, transgressor, delinquente, sentenciado.

Foto tirada na pagina do http://esaj.tjrn.jus.br/

O blogue OBNews reitera, não propagamos factoides muito menos FAKE NEWS trabalhamos desempenhando um jornalismo sério baseado em fatos comprovados com documentos. Não permitiremos que grupo politico algum manche nossa credibilidade e reputação, ataques de cunho pessoal, ameaças ou qualquer tipo de censura não vai calar esse Blogueirinho.

Eu digo o que sei, e sei o que digo e não costumo dar atenção a quem atenção não tem!

Adriano Santos (Blogueirinho e filósofo de espetinho)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui