OURO BRANCO: Postagem nas Redes sociais da Paróquia do Divino gera polêmica

0
719
Igreja Divino Espirito em Ouro Branco/RN

Após as eleições do domingo (15) que consagrou Samuel Souto como prefeito eleito pela vontade da população Ourobranquense, postagem no Instagram e Facebook da Paroquia gerou Polemica e muita discussão entre os cidadãos.

Ainda durante a pré-campanha teria se gerado um mal-estar entre alguns dizimistas e o Padre da cidade, nos grupos se gerou uma discussão pelo fato do uso da difusora da igreja para anunciar aniversariantes do dia. Segundo os dizimistas nunca teria acontecido o anuncio de nenhum aniversario antes, e o aniversariante anunciado foi justamente um Pré-candidato que no futuro teve sua candidatura impugnada por ter cometido o crime de estelionato (Art.171), foi apaziguada a discursão naquele momento para que não fosse gerada uma guerra religiosa no município.

A segunda discussão envolvendo a paroquia foi o pedido para que o Jovem Lenilson Azevedo se afastasse de suas atividades na Paróquia, o argumento usado pelo padre era que Lenilson estava envolvido com política. Alguns diáconos que visivelmente participaram de carreatas e eventos políticos, coisa que não tem uma lei que proíba, continuaram nas suas atividades na paróquia, sem explicações até o momento o do por quê uns podem e outros não.

A população de Ouro Branco foi surpreendida com uma postagem nas redes oficias da Paroquia do Divino, onde não se explica o motivo e objetivo da postagem dando margem para o uso político da Igreja. Até o momento os responsáveis pelas redes sociais ou o Padre fez nenhum esclarecimento a população, e alguns áudios que teriam sido enviados nos grupos de WhatsApp por um diácono está causando brigas religiosas e política nas redes sociais.

Acusações no mínimo irresponsáveis, visivelmente é uma tentativa de ligar um suposto vandalismo a um grupo político. Não foi apresentada nenhuma prova das acusações feitas no áudio, e se possível provar as acusações os responsáveis deveriam ser punidos e responder por seus atos perante a justiça, desde o início dessa campanha que é visível algumas tentativas de se gerar uma guerra religiosa na terra do Divino tendo em vista que o candidato eleito é evangélico.

O candidato Samuel Souto foi vítima de FAKE NEWS durante toda campanha, as FAKE NEWS diziam que por ele ser evangélico iria acabar com as festas de padroeiros do município. O candidato por diversas vezes esclareceu esse ponto, reafirmando o compromisso de apoiar os eventos culturais e religiosos do município Ourobranquense.

Seria mais que prudente a Paróquia emitir nota oficial sobre os fatos que estão ocorrendo envolvendo a paróquia e o padre Rivaldo, para que possa se reestabelecer a PAZ entre irmãos e religiões no município. Tudo que o povo de Ouro Branco não precisa é justamente a guerra entre irmãos, que seja respeitado a democracia e que o pau que bata em Chico chegue no lombo de Francisco também.

Em 2017 foi feita uma campanha para que o padre Rivaldo não fosse transferido para Caicó, não se pode negar o carinho que a população de Ouro Branco tem com o padre Rivaldo. Por isso basta ele fazer os esclarecimentos a população e desarma os corações mais revoltosos, e colocar uma pá de terra em cima desse assunto.

O OBNEWS DEIXA ABERTO O CANAL A PAROQUIA PARA FAZER QUALQUER ESCLARECIMENTO A POPULAÇÃO, BEM COMO PARA UTILIDADE PUBLICA E AÇÕES DA PARÓQUIA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui