Governo Fátima vai lançar medidas para incentivar retomada dos empregos no pós-pandemia

0
129

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, vai anunciar na próxima segunda-feira 21 um pacote de medidas fiscais para apoiar a recuperação de empregos perdidos durante a pandemia do novo coronavírus.

O anúncio das medidas, agendada inicialmente para esta quinta-feira 17, na Escola de Governo, foi cancelada no começo da tarde de ontem e remarcada para a nova data para um alinhamento melhor do formato do encontro e uma divulgação mais eficiente.

O anúncio terá como protagonistas representantes das secretarias de Tributação e do Desenvolvimento Econômico. As medidas a serem anunciadas estão fechadas a sete chaves. Ninguém dentro ou fora do governo está autorizado a falar do assunto.

O Agora RN apurou que o Grupo Guararapes, maior empregador do Estado, fará um anúncio na ocasião, relacionado possivelmente a uma retomada de contratações, mas o executivo da companhia baseado em Natal, Jairo Amorim, não quis antecipar os detalhes para a reportagem.

“Por enquanto, não vamos falar nada. Só depois do anúncio do governo estadual”, antecipou.

A chefe da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado, jornalista Guia Dantas, explicou nesta quarta-feira 16 que o adiamento se deu para organizar melhor o evento, considerado da maior relevância pela governadora.

“Esta semana foi muito atribulada e, diante da importância do assunto, resolveu-se adiar o anúncio para a próxima segunda, até para alinhar melhor a organização e a divulgação”, explicou.

Estado volta a gerar empregos

Apesar de ainda sentir os impactos provocados pela pandemia, o Rio Grande do Norte abriu em julho mais de 1 mil postos de trabalho com carteira assinada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. No ano, contudo, o resultado ainda é negativo em mais de 15 mil postos de trabalho formal.

A atualização de agosto está prevista para os próximos dias.

Benefício fiscal

O pacote de estímulo ao emprego que o governo estadual vai anunciar é uma extensão do programa “RN+ Competitivo”, que reúne várias iniciativas para estimular a retomada do crescimento econômico do Estado, entre elas o novo Proadi, rebatizado de Proedi – Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte.

Entre outras medidas, o novo programa amplia a porcentagem de abatimento do ICMS para empresas instaladas no RN. Antes, o benefício podia ser de até 75% do imposto e agora pode chegar a 95%.

Sine

Segundo Jaqueline Magalhães, coordenadora do Sistema Nacional de Empregos no RN (Sine), com a pandemia, o órgão só voltou às atividades normais em agosto, mas ainda de maneira limitada. “O movimento de encaminhamento de trabalhadores para as empresas caiu de 350 por dia para algo em torno de 100”, afirmou.

Segundo ela, só nos últimos 30 dias é que essa procura começou a reagir, mas com todos os cuidados para não provocar aglomeração.

Até então, o sistema do RN vinha auxiliando no encaminhamento do auxílio-desemprego do governo federal, preenchendo por volta de 100 fichas diárias para os interessados, em um total de 3 mil por mês só na Região Metropolitana de Natal.

Exportações reagem

Esse movimento do Governo do Estado acontece quando as exportações do RN referentes aos meses de janeiro a agosto anotam uma queda de 20,9% em relação ao mesmo período de 2019, excluídos os itens extraordinários exportados no ano passado.

Melões, cuja safra 2020/21 se inicia agora, sal, fuel oil, tecidos de algodão e peixes foram os produtos com maiores valores exportados respectivamente.

As exportações de agosto foram 54,8% maiores que as de julho, mês com valor muito baixo, o que explica essa variação acentuada. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira pela Federação das Indústrias (Fiern).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui