Guararapes demite mais de 300 funcionários na fábrica de Extremoz

0
356

Corte foi devido uma ‘readequação’ que o grupo empresarial passa por conta da pandemia do coronavírus

O grupo Guararapes demitiu mais de 300 funcionários na fábrica que fica no município de Extremoz, na Grande Natal. De acordo com nota divulgada à imprensa, o corte foi devido uma “readequação” que o grupo empresarial passa por conta da pandemia do coronavírus.

O grupo é controlador das lojas Riachuelo. A fábrica na Grande Natal é responsável pela malharia e camisaria. Ao todo, o local conta com mais de 7 mil funcionários.

No mês de março, quando os primeiros decretos de isolamento e distanciamento foram publicados, o grupo concedeu férias coletivas para mais de 12 mil funcionários. Nesta semana, foi anunciada a saída de 320 funcionários que atuavam na fábrica de Extremoz.

A demissão em massa acontece menos de um mês após a morte do empresário e fundador do grupo Guararapes, Nevaldo Rocha, que faleceu no dia 17 de junho.

Confira a nota

“A Riachuelo esclarece que está passando por uma readequação do seu negócio neste momento em que todo o varejo, um dos setores mais afetados da economia, foi desafiado pela pandemia. Hoje foram desligados 320 colaboradores em Natal. O grupo emprega mais de 40 mil pessoas em todo o país e segue totalmente comprometido com seus planos para o Brasil e em preservar ao máximo os seus colaboradores, que estão no coração da estratégia da companhia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui