Maioria defende que campanha de Coronel Ezequiel não tenha comícios e passeatas

0
124

Segundo o levantamento, 78,8% dos entrevistados avaliam que a campanha não deve ter atos públicos que provoquem aglomerações

Para a maioria dos eleitores de Coronel Ezequiel, em função da pandemia do novo coronavírus, as eleições municipais deste ano deveriam acontecer sem a realização de comícios e passeatas, apenas com trabalho desenvolvido nas redes sociais e na televisão. É o que mostra a mais recente pesquisa do Instituto Exatus, encomendada pelo Jornal Agora RN para medir a temperatura da pré-campanha no município, que fica na região Trairi Potiguar, a cerca de 155 quilômetros de Natal.

Segundo o levantamento, 78,8% dos entrevistados avaliam que a campanha não deve ter atos públicos que provoquem aglomerações. Apenas 9,5% acreditam que as eleições devem acontecer como sempre foram, com passeatas e comícios. Outros 11,7% não souberam ou não quiseram responder ao item.

Por causa da pandemia, as eleições deste ano serão realizadas em 15 de novembro, mais de um mês depois da data originalmente programada. A mudança foi efetivada após a aprovação no Congresso de uma emenda constitucional. Segundo especialistas, o adiamento é importante para que as eleições sejam realizadas no momento em que os índices de contágio pelo novo coronavírus estiverem reduzidos.

Outras medidas deverão ser adotadas em função da crise sanitária, como retirada da identificação biométrica e aumento do tempo para votação.

A pesquisa Exatus/Agora RN ouviu 400 pessoas entre os dias 6 e 7 de agosto. A margem de erro é de 4,7% para mais ou menos, com índice de confiança de 95%. O levantamento está registrado na Justiça Eleitoral sob o número RN-07915/2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui