Relator do auxílio emergencial na Câmara desmente propaganda de Bolsonaro

0
192

“Presidente, isso não é verdade. Vamos contar a história real?”, cobrou o parlamentar

O deputado federal Marcelo Aro (Progressistas-MG) usou as redes sociais nesta quinta-feira (11) para desmentir uma mensagem publicada pelo presidente Jair Bolsonaro sobre o auxílio emergencial de R$ 600.

Aro, que foi relator do projeto que estabeleceu o benefício, apontou inverdades na fala do presidente, que afirmou nas redes sociais nesta quinta que foi o Governo Federal que alcançou o valor de R$600 no auxílio.

“Presidente, isso não é verdade. Vamos contar a história real? Fui relator do projeto. Seu governo foi contra o meu relatório desde o primeiro momento. Vocês não admitiam um valor acima de R$ 200,00”, afirmou Aro.

“Construí junto com sua base de apoio do centro e a oposição um texto com um valor de R$ 500,00. Somente quando viram que o projeto seria aprovado, mesmo com os votos do governo contrários, seu governo sugeriu construir um acordo. Não foi estudo”, completou.

Aro ainda acrescentou que tudo foi resolvido em “um telefonema”. “Nessa ligação, decidimos que o acordo, para o governo não ficar de fora, seria de R$ 600,00. Essa é a história verdadeira e o senhor sabe disso”, disse.

Antes da aprovação do projeto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, defendia que o auxílio fosse apenas de R$200. Diante de pressão da oposição, que queria a aprovação de uma renda mínima equivalente a um salário mínimo, a Câmara encontrou um meio termo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui