Respiradores são entregues, mas permanecem nas caixas desde junho em Santa Cruz; VEJA VÍDEO

0
224

Mais de 200 pessoas morreram à espera de um leito para tratamento de coronavírus no Rio Grande do Norte

O Blog recebeu uma denúncia anônima de um homem do município de Santa Cruz, no Agreste potiguar, onde cinco respiradores entregues pelo Governo Estadual para as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do hospital da cidade permanecem nas caixas, pois não foram instalados pela prefeitura.

“A governadora Fátima Bezerra enviou no começo de junho os respiradores, que estão fechados, quase trinta dias (depois). Já morreram vários santacruzenses e vão morrer muito mais. Os respiradores trancados em um quarto, maltratando e humilhando”, dispara o denunciante.

Ele mostra os equipamentos empacotados, ainda dentro das caixas. O vídeo é concluído com um desabafo: “Estou indignado, insatisfeito. Isso é sacanagem que o poder público municipal faz com Santa Cruz. Por favor, senhor prefeito, salve nosso povo. Coloque os respiradores para funcionar, prefeito. Pelo amor de Deus”.

O município é gerido por Ivanildo Ferreira (PSB).

Mais de 200 pessoas morreram à espera de um leito para tratamento de coronavírus no Rio Grande do Norte. Ao todo, o número de mortos foi de 234 pessoas nessa lista de espera. Este é o segundo maior motivo pelo cancelamento da regulação, depois da expiração das solicitações.

As informações são da plataforma Regula RN, do Governo do Estado em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do RN (Lais), que possui dados e informações sobre a situação dos leitos no estado.

A impossibilidade do transporte é outro motivo que interfere no acesso das pessoas aos leitos. De acordo com o levantamento, cerca de 149 solicitações foram canceladas por dificuldades no deslocamento. Ainda segundo a plataforma, até o último dia 29, 32 pacientes já estavam regulados e no aguardo da locomoção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui