RN tem 61 policiais militares com Covid; quatro já morreram pela doença

0
174

Além dos 61 policiais confirmados com a Covid-19, o RN possui 112 casos suspeitos e 13 recuperados

O quadro de policiais militares do Rio Grande do Norte contém 61 infectados pelo novo coronavírus. Conforme informado pela PM, entre policiais ativos e da reserva, quatro já morreram em decorrência da Covid-19.

Serviço essencial para a garantia da segurança e fiscalização do cumprimento das medidas de combate ao coronavírus, os policiais militares seguem nas suas ruas com suas atividades normais, e isso os dá maior chance de infecção pelo alto número de contatos durante o dia.

Ao todo, 21 militares tiveram contato com pessoas que testaram positivos para o vírus e 12 com casos suspeitos.

Além dos 61 policiais confirmados com a Covid-19, o RN possui 112 casos suspeitos e 13 recuperados.

A Companhia Independente de Operações e Patrulhamento em Áreas Rurais (CIOPAR) é onde se encontra a maioria dos casos na Polícia Militar. No total, são 8 militares com coronavírus. Logo em seguida, vem o Centro de Formação e Aperfeiçoamento da Polícia Militar, com 7 casos.

Mortes

A primeira morte de um policial no quadro ativo da Polícia Militar aconteceu nesta quarta-feira (27). O militar lotado do 3º Batalhão, Elcio Carvalho, estava internado no Hospital Giselda Trigueiro, em Natal. Os outros três policiais mortos pela doença são policiais da reserva.

Policiais penais

Não só a PM, como também os policiais penais têm sido atingidos pelo vírus. De acordo com o Sindicato dos Policiais Penais do Rio Grande do Norte (Sindppen), o estado já registrou 40 infectados da categoria, sendo 25 apenas no Complexo Penitenciário de Alcaçuz, em Nísia Floresta.

O RN

Segundo boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), o RN já contabiliza 5.630 pessoas infectadas pela Covid e 242 óbitos. No último levantamento foi apresentado o número de 22 duas mortes decorrentes da doença, num período de 24 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui