TSE conclui última etapa de teste de segurança de urnas eletrônicas

0
156

Tribunal garantiu credibilidade, testes são feitos regularmente

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) informou nessa 6ª feira (28.ago.2020) que concluiu a última etapa do TPS (Teste de Segurança Pública) das urnas eletrônicas. Por videoconferência, o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, disse que não foi constatado nenhum tipo de fraude que pudesse comprometer o resultado das eleições.

A sociedade pode ter a certeza de que quem vence na urna é quem foi legitimamente escolhido pela maioria da sociedade”, falou Barroso.

Durante 3 dias, 1 grupo de investigadores formado por peritos da PF (Polícia Federal) fez testes para tentar quebrar as barreiras de segurança implantadas pela equipe técnica do TSE. O grupo buscava verificar se o sistema eletrônico apresentava alguma vulnerabilidade.

O secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, disse que o teste evidencia que o sistema está pronto para ser colocado em operação muito mais fortalecido. Em novembro de 2019, o TPS indicou pontos vulneráveis que foram fortalecidos pela equipe técnica do TSE.

Barroso explicou que a votação por meio da urna eletrônica passa regularmente por testes e auditorias. Ressaltou que nunca foi constatado qualquer tipo de fraude que pudesse comprometer o resultado das eleições. “Tanto quanto a capacidade humana é capaz de prover segurança, o sistema é seguro e nunca se revelou vulnerável até aqui”, falou.

A história da República Velha, marcada pelo voto manual, era a história de fraudes sucessivas; ao passo que, no tempo da urna eletrônica, nunca se comprovou fraude alguma”, disse Barroso.

HORÁRIO DE VOTAÇÃO AMPLIADO

Barroso determinou nessa 6ª feira (28.ago) a ampliação do tempo de votação nas eleições municipais deste ano. Agora, os eleitores terão uma hora a mais para comparecer ao local pré-determinado. Antes, as urnas estariam disponíveis das 8h às 17h. Com a medida, o horário da abertura foi adiantado para as 7h.

A medida foi adotada para evitar ao máximo aglomerações nos 2 domingos do pleito (1º turno em 15 de novembro e 2º turno em 29 de novembro). Nos últimos anos, tem sido comum cenas de filas nos locais de votação.

Além da extensão do período, o TSE também reservou as 3 primeiras horas da votação como preferencial para pessoas acima dos 60 anos, cumprindo recomendações dos hospitais Albert Einstein e Sírio Libanês. Os idosos estão no grupo de maior risco para a covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui